Papo Materno

Por trás dos métodos que prometem 12 horas seguidas de sono para o bebê

Estava lendo uma matéria na Revista Crescer sobre um método que faz o bebê dormir por 12 horas e confesso: fiquei chocada! Não havia lido nada sobre o tal método ainda Segundo especialistas, o método consiste em colocar o bebê no berço às 19h, fechar a porta do quarto e não voltar lá até às 7h da manhã do dia seguinte, sem checar, sem consolar ou amamentar. Provavelmente o bebê choraria por horas, mas depois de três dias consecutivos, o dormiria a noite toda.

bb chorando

E ai, mamães e papais, o que vocês fariam se o próprio pediatra, até então de confiança, sugerisse este método para vocês? Gente, eu nem sei o que faria, tamanha minha revolta e indignação, mas foi o que aconteceu com um casal e sua filha de apenas oito semanas, em uma das idas a uma clínica pediátrica conceituada em Nova York.

A Universidade de Queensland, na Austrália, analisou diversos estudos sobre os efeitos destes treinamentos de sono para bebês de até 6 meses e revelou que nenhuma das técnicas abordadas tinham embasamento científico.
Estes estudos analisados foram selecionados ao longo de 20 anos. Poie é, 20 anos! Então fico me perguntando como alguns pais se propõem a tamanha crueldade com os filhos pequeninos, indefesos?! Se um bebê chora é porque algo o está incomodando, ou não?

O choro é a forma que o bebê tem de se comunicar com os pais, seja para expressar fome, que a fralda está suja, por dor, frio ou calor, ou até por sono. Às vezes o bebê quer apenas o colinho dos pais para sentir-se mais seguro. Além disso, um recém nascido não tem maturidade neurológica para lidar com tamanho estresse, podendo ser prejudicial.
Segundo a psicóloga infantil, Célia Maria de Souza Terra, o sofrimento psíquico bloqueia o desenvolvimento e as consequências vão aparecer mais tarde. Afirma também que os três primeiros meses de vida são fundamentais para organizar a estrutura psicológica de uma pessoa.

Bom, mas não estou aqui para julgar ninguém, apenas não faria e desaprovo qualquer pratica semelhante. Apenas acho que um recém nascido pouco dorme, pois precisa se adaptar ao novo espaço, ainda não tem uma rotina ou ciclo circadiano (período de 24 horas pelo qual nosso corpo se norteia para organizar suas funções). E nós, recém papais também estamos nos adaptando às novas responsabilidades e, apesar de exaustos com a chegada do pequeno, estamos muitíssimo felizes. Com o tempo, a rotina, o bebê passa a dormir mais tempo. Tudo é questão de tempo, paciência e amor!

E vocês, o que acham de tudo isso? Quero saber!

Anúncios

4 thoughts on “Por trás dos métodos que prometem 12 horas seguidas de sono para o bebê”

  1. Olá Bia, tudo bem?
    Eu tbm acho um absurdos esses métodos que prometem milagres aos custas do sofrimento do bebê! Meu deus que tipo de pais que se sujeitam a isso?! Não acho isso legal…como vc disse na postagem, se o bebê chora é pq sente algo como: cólicas, calor, frio, pode estar com as fraldas sujas ou molhadas de xixi… vai entender o que passa na cabeça do ser humano!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s