Papo Materno

A importância de dizer NÃO às crianças e como fazer!

Uma das tarefas mais difíceis na educação infantil  é o momento de  impor limites às crianças e, mesmo sabendo que é o certo a fazer, gera uma insegurança nos pais de como fazer e  quando fazer.

Bom, a palavra limite tem origem do latim e significa no limiar, ponto no qual não se deve ultrapassar. Como as crianças não tem condições de saber o que é ou não bom para elas, é  nosso papel,  juntamente com os educadores,  impor limites a fim de educá-las, equilibrando, mas sempre equilibrando  afetividade e firmeza. Para isso, o que costumo dizer às vezes é: “eu te amo muito filho, mas o que você está fazendo é errado”, assim a criança  terá certeza de que a negação está relacionada apenas ao ato e não está a perda de amor  por ela.

Deve ser ensinado às crianças, desde bem cedo,  que existe limite e que este deve ser respeitado, mostrando sempre a elas as consequências disso. É através de exemplos, no dia a dia, que ensinamos aos filhos, valores e ética. Já disse uma vez aqui no blog que os pais são exemplos para os seus filhos e que, por isso, as crianças se espelham muito nas suas atitudes.

Sendo, o objetivo, discipliná-las, devemos sempre conversar com  elas olhando-as nos olhos, pois isso gera confiança e respeito. No entanto, devemos fazer longe de outras pessoas para que não se sintam constrangidas.

A criança precisa aprender a esperar e a conquistar as coisas que quer, pois assim acontece na vida! Caso contrário, será um adulto frustrado.  Não se esqueça de prometer somente aquilo que poderá cumprir e, principalmente, de cumprir com sua palavra, ou irá gerar fata de confiança por parte do seu filho, além de insegurança. Uma dica é estabelecer regras e metas a serem alcançadas a curto, médio e longo prazo.

E sempre, ao impor um limite explique o porquê dessa imposição, pois a criança, compreendendo o motivo cuja regra foi estabelecida, ficará mais predisposta a obedecê-la. Depois de imposta a regra, é de extrema importância que a mesma seja sempre respeitada, pois, dessa forma, tornar-se-á um hábito.

Victinho antes de dormir

Aqui em casa nós estabelecemos algumas regrinhas também. O Victinho não largava o tablet! Queria brincar com ele  o tempo todo, inclusive na hora de dormir. Gosto de muitas das atividades oferecidas, mas não acho saudável que a criança fique o tempo todo no tablet porque, afinal de contas, é uma criança e crianças devem  jogar bola, brincar de boneca, pular amarelinha, observar os bichinhos no parque, correr, pular… criança precisa ter contato com outras crianças para se socializar. Sempre que dizia não, no começo, ele chorava, esperneava e anda ficava bravo comigo. Então combinamos que ele poderá brincar um pouco após chegar da escolinha e que, aos finais de semana, ele poderá brincar um pouco mais, mas terá que respeitar alguns horários. Ele aceitou. Lógico que nos primeiros dias foi um pouco difícil, mas eu sempre o lembrava do nosso acordo. Ele ainda chorava, esperneava, mas eu dava um abraço e dizia o quanto o amava e logo ele estava mais calminho. Hoje em dia ele já aceita bem a regra, apesar de ter umas recaídas, rs mas nós vamos trabalhando isso, sempre o lembrando da regra e mostrando a importância delas!

E por ai, como vocês fazem para impor limites às crianças? Quero saber, mamães e papais! Beijo grande e ótimo final de semana!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s