Sem categoria

Passo a passo para um desfralde sem traumas!!!

Vctinho com fralda
Em primeiro lugar, quando se pensa em desfralde é preciso ter em mente que cada criança tem seu tempo e isso é normal. Não adianta querer apressar o processo, nem forçar a criança a deixar a fralda de lado de uma só vez, porque outras crianças com a mesma idade já deixaram as fraldas. Essa pressão poderá resultar em problemas sérios para as crianças, como por exemplo, a prisão de ventre.
Então quando começar o desfralde?
Segundo especialistas, quando a criança possuir domínio de habilidades básicas como correr, andar e ficar sentada por um período de pelo menos cinco minutos, pode ser um sinal de que o processo pode ser iniciado. Outro indício é quando a criança já conseguir comunicar aos pais que fez xixi ou cocô, seja falando ou apontando.
A entrada para a escola colabora com o processo do desfralde, já que a criança em contato com outras crianças que já deixaram as fraldas passa, por si própria, a buscar o desfralde. Foi o que aconteceu com a gente. Como trabalhamos fora e não temos um horário flexível, o Vi passava o dia na escolinha, então contamos muito com a ajuda das tias.
Na teoria parece tudo muito fácil, mas na prática, tudo muda de figura! Dúvidas e questionamentos se estamos fazendo algo errado, persistem dia a dia. Por isso, listei algumas dicas para ajudar nesse processo tão importante.
Dica 1. Penico ou adaptador?
Usar um adaptador de vaso sanitário pode ser mais prático, já que evita as lavagens constantes que o uso do penico exige. Por outro lado, o bom e velho penico dá mais segurança à criança, deixando-a mais à vontade. Guarde o penico para quando a criança já estiver mais acostumada.
Não esqueça de comprar calcinhas e cuecas, mas compre peças bem legais. Vale até levar a criança para escolher as peças. Explique que agora, como ela já está grandinha pode usar as roupas de baixo como o papai e a mamãe.  Com o Vi isso funcionou muito bem e ajudou muito no processo de desfralde.
Dica 2.  Facilite as coisas
Na época do desfralde é melhor não usar cintos ou macacões. É mas indicado colocar roupas que a própria criança consiga abaixar para usar o penico. Não esqueça de deixar a porta do banheiro sempre aberta e o penico em algum lugar que seja fácil para a criança.
Dica 3. Comece tirar a fralda no período diurno.
Tirar a fralda também no período noturno de uma só vez pode dar certo, mas você corre o risco de ter acidentes durante a noite. Depois que a criança se acostumar a ficar sem fralda durante o dia, comece a observar se, quando ela acorda, a fralda está seca ou molhada. Só quando perceber que a criança está acordando e a fralda está seca, comece o desfralde no período noturno.
Dica 4. Incentive e comemore sempre
Incentive para que a criança se sinta motivada a continuar e não deixe de comemorar, pois é uma grande conquista para ela.
Dica 5. Pergunte sempre
No começo é comum que a criança não tenha muito controle e não saiba quando pedir. Importante perguntar de horar em hora se ela quer ir.
Dica 6. Pergunte sempre
Nem sempre a criança sabe dizer o que ela quer então, às vezes, o xixi e o cocô podem vir juntos. Por isso, no começo, o mais prático é fazer sempre sentado, mesmo no caso dos meninos. Além disso, é mais fácil, já que não é preciso “acertar a pontaria”. Depois que ele já estiver craque no xixi sentado, proponha que ele faça em pé, igual ao papai.
Conte aqui a sua experiência 😉

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s